MARROW CELLUTION

Solução para medicina Regenerativa

Produto único no Brasil

MARROW CELLUTION é o único produto Brasileiro que extrai aspirado de medula óssea com riqueza de material de 80% de medula e 20% de sangue periférico, o que nos permite fazer a aplicação sem utilização de centrifugação ou qualquer método de purificação do material extraído. Utilizando saídas laterais para a aspiração e um sistema de rotação que muda o sítio de extração.

Terapia Regenerativa e Medicina Esportiva

A Medicina regenerativa é a área da medicina que explora a própria capacidade de regeneração do paciente, utilizando os mecanismos de sinalização, diferenciação e replicação celular, com impacto em órgãos e tecidos, para restaurar ou estabelecer a sua função original. Uma das técnicas mais promissoras é a utilização do extrato de medula óssea (do inglês BMAC), técnica esta que vem sendo explorada pela Medicina Esportiva, visando o aumento da velocidade e eficiência na regeneração dos tecidos e órgãos lesionados, para possibilitar assim a reintegração do atleta a suas atividades esportivas.

Tecnologia e Diferenciais do Produto

  • Produto único no Brasil;
  • Cânula de aspiração por orifícios laterais;
  • Não necessita centrifugação ou filtragem;
  • Tecnologia de rotação em situ;
  • Maior quantidade de extração de células mesenquimais;
  • Elimina o risco de contaminação e troca de materiais.

Benefícios ao Paciente

  • Técnica minimamente invasiva;
  • Inibe contaminação do material extraído;
  • Diminuição do processo inflamatório;
  • Restituição da capacidade funcional;
  • Diminuição do tempo de regeneração;
  • Diminuição de hotelaria hospitalar;
  • Inibe a formação de fibrose.

Aplicação e Usos

Comprovada eficácia em cirurgias de Ortopedia, Buco-Maxilo, Coluna, no tratamento para idosos e na medicina esportiva. Podendo ser utilizado em conjunto com matrizes ósseas, cartilagens, enxertos de todos os tipos, com êxito em variados procedimentos cirúrgicos, principalmente:

  • Alívio da dor;
  • Artrite;
  • Artrose;
  • Tendinopatias;
  • Injúrias de ligamento;
  • Degeneração de disco;
  • Artrodese;
  • Pseudoartrose;
  • Necrose óssea;
  • Próteses;
  • Reconstrução;
  • Ortognática;
  • Fraturas.