DUALTECH SISTEMA DE PLACA

  • 25º de poliaxialidade
  • Orifícios únicos 
  • Implante anatômico
  • Placa moldada anatomicamente

Colocação ideal da placa

 

  • 1.5mm do limite proximal da grande tuberosidade, evitando qualquer problema de impacto ou choque.
  • juntamente com o sulco bicipital.
  • Exclusivos furos de sutura acessíveis para permitir estabilização efetiva da tuberosidade.
  • Furo maior para permitir o ajuste da altura da placa.
  • Ângulo xo de parafusos divergentes (“mirando” os quadrantes inferiores) e parafusos poliaxiais que permitem um ótimo posicionamento na cabeça umeral.

Posicionamento otimizado dos parafusos

Parafusos com pontas arredondadas

  • protrusão limitada através da superfície articular
  • permite estar o mais próximo possível da superfície articular para uma melhor redução

Um processo simples e reprodutivo

1º passo: Guia de broca, com um o guia de 2mm, assegura um posicionamento preciso de um parafuso centralizador na cabeça do úmero

2º passo: O parafuso centralizador determina o melhor posicionamento da placa e otimiza o posicionamento dos parafusos de ângulo xo.

3º passo: Três parafusos bloqueados com ângulo variável para que se possa lidar com qualquer tipo de fratura.


Acesso cirúrgico

  • O paciente é colocado na posição “cadeira de praia”.
  • É recomendado um acesso delta peitoral, passando por fora da veia cefálica.
  • Afaste a veia cefálica lateralmente e peitoral medialmente.

Redução da Fratura

  • Reduza a fratura através de tração e manipulação e estabilize provisoriamente os fragmentos usando os guia.
  • Em padrões de fraturas valgas, a cabeça deve ser elevada antes da xação provisória.
  • A tuberosidade maior é reduzida anatomicamente e xada.
  • Isto é facilitado pela manipulação da tuberosidade com suturas colocadas através da substância do infra-espinato.
  • Estas suturas serão usadas mais tarde como xação suplementar quando forem xadas à placa.
  • Intensicador de imagem é necessário para conrmar a redução.

 

Procedimento de osteossintese

A) Parafuso centralizador

  • Posicione a placa ao longo da cavidade bicipital e aproximadamente 1.5mm distalmente do topo distal da grande tuberosidade.
  • Insira um parafuso cortical de 4.5mm e xe a placa ao eixo. Provisoriamente mantenha a placa no osso usando os guias de 2.0mm.
  • Insira guia de broca com o guia através do 1º furo.
  • Passe um o guia de 2.0mm na direção do centro da cabeça umeral.
  • Cheque a posição e a trajetória.
  • Então use a broca de 3.5mm e insira o primeiro parafuso bloqueado de 4.5mm.


B) Parafusos divergentesde ângulo-xo

  • Use o guia de broca de 3.5mm e insira 4 parafusos divergentes de ângulo xo.
  • Esses parafusos visam aumentar a resistência às forças em varo.
  • Os parafusos com pontas arredondadas limitam a protrusão através da superfície articular.

 

C) Polyaxial locking screw

  • Use a poliaxialidade e bloqueie os 2 primeiros parafusos proximais e o primeiro parafuso metasario de acordo com as características da fratura.
  • A maior densidade óssea se localiza no quadrante inferior, deve-se tentar ao máximo manter os parafusos na descendente.

Suturas das tuberosidades & controle

  • Use o guia da broca 3.5 e insira o restante dos parafusos corticais distais.
  • Reparo da tuberosidade da placa através da sutura dos furos.
  • Avaliar a redução nal com controle de raio-X.

Conjunto de Equipamentos Auxiliares

  • A instrumentação foi simplicada de modo que somente a pontada broca padrão de 3.5, e uma chave de fenda multiuso são necessárias para a inserção de ambos os parafusos corticais e esponjosos.
  • A chave de fenda tem um ajuste de pressão para o parafuso que prende o parafuso durante a inserção e, auxilia na remoção do parafuso da bandeja cirúrgica.